blog

Qual deveria ser seu faturamento mínimo?

por Denise Saito

12 de Novembro de 2020

Agora que você já sabe qual é o seu custo de vida pessoal, já parou pra pensar qual é o custo da sua empresa? Quanto sua empresa precisa faturar por mês pra conseguir pagar seu salário e todas as contas?

Pra descobrir isso, não tem muito segredo. É fazer mais do mesmo: contas e mais contas. Mas vou mostrar pra você o custo da minha empresa, só pra você ter uma ideia de quanto custa ser seu próprio chefe.

Já tô com medo

Abaixo eu listo todos os gastos fixos da minha empresa, que pago todo mês. Os que estão marcados com * são contas que pago só uma vez por ano, mas diluí em 12x pra ficar unificado, e os com ** são gastos variáveis.

  • Salário
  • Décimo terceiro
  • Férias
  • Plano de Saúde
  • DAS **
  • Seguro do notebook *
  • GPS
  • TFE *
  • A-1 *
  • G Suite **
  • Google Drive
  • Webflow
  • Adobe CC
  • Taxa Banco
  • TOTAL
  • R$9.000,00
  • R$667,00
  • R$667,00
  • R$350,00
  • R$630,00
  • R$109,55
  • R$109,78
  • R$40,70
  • R$14,58
  • R$32,00
  • R$6,99
  • R$90,00
  • R$175,00
  • R$81,00
  • R$11.973,60

Somando todas contas, incluindo meu salário, chego à conclusão que o custo da minha empresa por mês é de R$11.973,60. Agora eu sei que pra conseguir pagar todas minhas contas, esse é o valor mínimo que preciso faturar por mês.

E por que isso importa?

Por dois motivos.

Só sabendo esse número, você começa a entender quanto você pode e deve cobrar dos seus clientes. Com isso, eu sei que se for fechar um trabalho que dure o mês inteiro, e não sobre tempo pra encaixar mais nada na agenda, o mínimo que posso cobrar desse cliente é R$11.973,60. Mas se eu cobrar exatamente esse valor, não vai sobrar nada, não terei nenhum lucro. Ou seja, estarei apenas pagando os boletos. Logo, se eu quiser ter algum lucro preciso cobrar mais que isso. Mas a gente fala sobre isso em outro momento e detalha melhor essa questão de quanto cobrar.

Acima de tudo, o mais importante aqui é você entender a importância de separar suas contas PF e PJ e conseguir ver a si mesmo como um funcionário da sua própria empresa. Depois que você consegue ter essa visão de empreendedor, sua vida muda pra melhor. Suas contas ficam mais organizadas, seus clientes fluem com mais naturalidade e sua vida fica mais tranquila.

Se você ainda não tem uma conta PJ separada da PF, faça isso. E depois, ou durante, faça esse rastreio de gastos PF e PJ separados. Os motivos pra tomar esse passo são muitos mas o melhor deles é poder dormir tranquilo sem medo dos boletos.

⟵ Voltar

Quer receber notificações sobre nossas novidades?

Tudo certo! 👍🏽
Ops! Algo deu ruim ☹