blog

As dores e prazeres da vida freela

por Denise Saito

Última atualização

20 de Junho de 2022

Ser um profissional independente parece lindo no papel mas a verdade é que não é tão fácil. Tem gente que nasceu pra ser livre e lida bem com os perrengues. Outros preferem estabilidade e segurança e não lidam tão bem com incertezas. Antes de se tornar freelancer é bom ter consciência dos dois lados pra saber o que você vai encontrar no meio do caminho.

O lado negro da força

1. Instabilidade financeira

Essa é provavelmente a queixa mais frequente, principalmente dos iniciantes. Depois de um tempo você vai entendendo como a coisa funciona e criando estratégias pra se proteger, mas isso pode levar um tempo. A gente não consegue prever se terá trabalho no mês seguinte e, se não existir uma reserva de emergência, isso se torna motivo pra muita ansiedade. Pra contornar isso, só com um plano financeiro organizado e muita disciplina.

2. Solidão

Para os introvertidos isso afeta menos, para os extrovertidos incomoda mais – mas pra ambos é inegável que faz falta ter gente do lado pra trocar, conversar, aprender e se inspirar. É sempre bom contar suas ideias pros outros, escutar o que eles pensam e ver as coisas de outra perspectiva. Nesse caso, alugar um espaço ou encontrar amigos pra trabalhar junto pode ser uma solução.

3. Dificuldade em se planejar pro futuro

Sendo freelancer, a necessidade por grana sempre vai falar mais alto. Aquela viagem de férias acaba sendo adiada por causa de um trabalho irrecusável, ou seus planos tem que mudar porque um imprevisto consumiu todo seu dinheiro. Geralmente freelancer vive o dia de hoje, sem pensar muito no dia de amanhã, e com isso fica quase impossível se planejar para o futuro.

4. Muita coisa pra uma pessoa só

Ser autônomo é ser uma empresa de uma pessoa só. Você precisa cuidar de tudo – administração, financeiro, fiscal, atendimento e, quando der tempo, fazer o seu trabalho de fato. Com o tempo, a gente acostuma, mas isso não quer dizer que fica gostoso fazer tudo isso sozinho. Atender cliente, fazer proposta, emitir nota, cobrar pagamento, declarar imposto de renda... A lista é imensa e o cansaço também!

5. Viver sem ser compreendido

Algumas pessoas não sabem o que é um freela mas todo mundo sabe o que é um bico. Talvez seja difícil das pessoas entenderem que você é um profissional autônomo e pensem que você vive de bico, como um trabalhador informal. Isso faz com que sejamos vistos como menos bem sucedidos ou capacitados. Viver sem ser compreendido não é a maior desvantagem de ser freelancer, mas pode ser um pouc frustrante.

O que faz valer a pena

1. Liberdade

Ninguém vai te dizer o que fazer – é você quem escolhe a melhor forma de resolver as coisas. Quer passar o dia inteiro na cama e compensar o trabalho no dia seguinte? Pode. Quer ir pro meio do nada na Ásia e conhecer um país novo enquanto trabalha? Pode. Quer trabalhar que nem um condenado por seis meses e tirar seis meses de férias? Pode. Não tem certo ou errado, cada um decide sua vida.

2. Equilíbrio entre vida pessoal e profissional

Sendo seu próprio chefe, você tem total controle de quanto tempo gasta trabalhando e quanto tempo gasta cuidando da vida. Você consegue trabalhar menos e se dedicar mais às coisas que realmente te fazem bem. Fica mais fácil de cultivar hábitos saudáveis, logo, você tem muito mais qualidade de vida.

3. Ganhar mais

Se você fizer um bom trabalho e souber cobrar, dá pra ganhar bem mais que num trabalho fixo. O aumento do seu faturamento e salário só depende de você. Você não depende de um plano de carreira para crescer. Claro que fazer isso sozinho não é fácil, mas se você tiver planos ambiciosos de crescimento, não tem chefe te dizendo se você pode ou não fazer as coisas.

4. Trabalhar em coisas novas o tempo todo

Novos clientes, novos projetos, novos desafios. Diferente de um emprego fixo, onde você vai sempre pro mesmo lugar, ver as mesmas pessoas, e lidar com os mesmos clientes, sendo freelancer é uma novidade – ou várias – a cada trabalho. Dá muito mais vontade de fazer algo diferente quando você está realmente motivado por algo novo.

5. Continuar aprendendo

Pra conseguir clientes, você precisa se destacar, logo precisa se manter atualizado. Logo, você tem que aprender coisas novas. Aprendendo coisas novas, você se sente motivado pra conseguir novos clientes e aplicar seu conhecimento. Uma coisa leva à outra. E isso nos torna muito mais atualizados que os funcionários fixos de uma empresa. É uma necessidade e um privilégio nos mantermos sempre atualizados.

O lado positivo parece muito bom e muito fácil de alcançar, mas lembre-e: você só alcançará essa liberdade e autonomia com educação financeira, organização e muita disciplina.